Preceitos e Axiomas do Oriente – 02

A Sabedoria Eterna
Colocada em Poucas Palavras

Helena P. Blavatsky


Um Quadro de Nicholas Roerich


00000000000000000000000000000000000000000000000000000000

Nota Editorial:

Em todas as épocas e lugares, estudantes da filosofia esotérica têm o
hábito de contemplar diariamente preceitos éticos e princípios universais 
expressos em poucas palavras. Em 1890, foi publicado em Londres um
livro com uma compilação de pensamentos feita por H. P. Blavatsky. Sob
o título de “Gems From the East”,  o volume apresentava um pensamento
para cada dia do ano.  Hoje a obra faz parte do volume XII dos “Collected
Writings” (Escritos Reunidos) de H.P. Blavatsky (TPH, Adyar, pp. 425-476).
Traduzimos a seguir uma seleção dos axiomas de HPB referentes a dois meses
do ano. A sua utilidade prática estará sempre na razão direta da atenção e da
determinação com que forem observados e preservados na memória do estudante.

(Carlos Cardoso Aveline)

0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

 

*Aquele que abandona a companhia dos tolos se apega aos sábios.

*Paciência produz poder; mas a ansiedade e a cobiça provocam perdas.

*Três coisas fazem com que um homem pobre viva como um rico: cortesia, consideração para com os outros, e evitar suspeitas.

*Quando o otimismo deixa de existir, a má sorte surge. Quando a confiança morre, a vingança nasce. E quando acontece a deslealdade, todas as bênçãos desaparecem.

*Aquele que deseja alcançar a condição de um Buddha, e aspira à condição do Nascido Por Si Mesmo, deve honrar aqueles que mantêm a doutrina dele. 

*Assim como a aranha obtém espaço livre movimentando-se para cima pelo seu fio, assim também aquele que decide erguer-se obtém independência através da conhecida palavra OM. 

*A roda do sacrifício tem como seu centro o amor; como circunferência a ação; e como seus raios, a fraternidade.  

*O homem consiste de desejos, e sua vontade é tal como o seu desejo. Suas ações são determinadas por sua vontade. E, sejam quais forem suas ações, ele colherá o que plantou.

*Uma pedra se torna uma planta; uma planta, um animal; o animal, um ser humano; um ser humano, um Espírito; e o Espírito – um DEUS.

*Não existe um lugar na terra, nem no céu, ou no mar, nem há um lugar tampouco nas cavernas sob montanhas, onde uma má ação não crie problemas para quem a praticou.

*Aquele que finge ser um Santo sem ter-se purificado é de fato o mais baixo dos seres humanos; é um ladrão em todos os mundos, mesmo no mundo de Brahma.

*Se um homem que se dedica a Buddha não adapta sua vida de acordo com os mandamentos de Buddha, dez mil preceitos não terão valor algum para ele.

*Aquele que golpeia será golpeado. Quem mostra rancor encontrará rancor. Assim, injúria provoca injúria, e aquele que tem raiva será alvo de raiva.  

*Como uma bela flor, cheia de cores, mas sem perfume; assim são as palavras belas e sem frutos daquele que não age de acordo com o que fala.  

*Quando sua mente tiver ultrapassado a ilusão, você se tornará indiferente a tudo o que já escutou ou irá escutar.

*Os sábios preservam a ordem da natureza; eles assumem formas excelentes, em segredo.

*Se você perder tudo o que tem, mas deste modo ganhar sabedoria, sua perda será o seu ganho.

*Esvazie sua mente do que é ruim, e encha-a com o que é bom.

*Grandes obras não necessitam de muita força, mas de perseverança.

*Dormir é apenas nascer para a terra da Memória. O nascimento não passa de um sono durante o qual se esquece o Passado.

*Perdoar sem esquecer faz com que reprovemos novamente aquele que errou, cada vez que a má ação retorna à nossa lembrança. 

*Todo ser humano contém dentro de si a imortalidade em potencial, mas o desenvolvimento da semente depende do poder da escolha.

*Aquele que vive em uma só cor do arco-íris permanece cego para as outras cores. Viva na luz difundida por todo o arco, e você conhecerá tudo.

*Cada vez que o devoto pronuncia a palavra OM, ele renova seu compromisso com a potencialidade divina que vive, em sua Alma, como num santuário.

*O Espírito eterno está por toda parte. Ele abrange o universo inteiro.

*Qualquer momento da eternidade é tão importante como outro momento, porque a eternidade não muda, e uma parte dela não é melhor do que outra.

*Seria melhor um homem engolir um pedaço de ferro em brasa do que romper os seus votos.

*A pureza e a impureza pertencem a cada indivíduo. Ninguém pode purificar outra pessoa.

*Quem é um grande homem? Aquele que tem a maior paciência. Quem suporta pacientemente o sofrimento, e mantém uma vida correta – este é verdadeiramente um ser humano!

*Se você fez ou deseja fazer más ações, por mais que você corra para onde quiser, não poderá se libertar do sofrimento.

*Há um caminho que leva à Riqueza material. Há outro caminho que leva ao Nirvana.

*Uma má ação não mata instantaneamente, como a espada.  Ela segue aquele que a praticou na sua próxima existência, e ainda na outra vida seguinte. 

*A Natureza se ergue pelo antagonismo. As paixões, a resistência, o perigo, são educadores. Nós adquirimos a força dos obstáculos que vencemos.

*Assim como uma pessoa que viu alguém em um sonho o reconhece depois, assim também aquele que adquire a correta concentração mental percebe o EU SUPERIOR.

*É melhor fazer o nosso próprio dever, ainda que imperfeitamente, do que fazer perfeitamente o dever de outra pessoa.

*O sábio que reconhece o Ser como estando sem corpo dentro dos corpos, como sendo imutável em meio às coisas mutáveis, e como sendo grande e onipresente, este sábio não sofre.

*O caminho da virtude está no abandono da arrogância e do orgulho.

*Aquele que prejudica outro se arrependerá, ainda que o mundo o aplauda. Aquele que é prejudicado está livre de arrependimento, ainda que o mundo possa condená-lo.

*É necessária mais coragem para olhar o mundo de frente e sem distorções, do que para entrar num local retirado em que vivem bestas selvagens.

*A verdadeira compaixão está em deixar de lado a vingança quando a vingança pode ser feita. A verdadeira paciência consiste em suportar decepções.

*O homem feliz deve estar preparado para quando vierem dias difíceis. Ele deve alcançar a paz lembrando que todo grande homem também teve que sofrer, em algum momento.

*Assim como a noite segue o dia, assim também o sofrimento é a sombra da felicidade. O Carma distribui as duas coisas.

*A águia não caça moscas. Mas até a águia é perturbada por elas.

000

Os preceitos acima foram selecionados dos meses de abril e maio na obra “Gems From the East”, de H. P. Blavatsky.

000 

O grupo SerAtento oferece um estudo regular da teosofia clássica e intercultural ensinada por Helena Blavatsky (foto). 

Para ingressar no SerAtento, visite a página do e-grupo em YahooGrupos e faça seu ingresso de lá mesmo. O link direto é este:

https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/SerAtento/info .

000

Esta entrada foi publicada em Helena P. Blavatsky. Adicione o link permanente aos seus favoritos.